Plantas Medicinais

Ervas quentes, mornas e frias

- Imagem Internet -

Aprendemos que cada linha espiritual que trabalha com a natureza tem sua doutrina e fundamento, que cada mentor tem seu mistério.
Quando o assunto for banho de ervas, sempre conte com o auxílio de uma pessoa, guia ou mentora.
Assim como não se podem tomar remédios por conta própria, os banhos devem ter acompanhamento e conhecimento da sua aplicação para melhor eficácia.
As ervas ou o próprio banho de ervas, depende da necessidade de cada pessoa no momento em que é indicado.
O que são ervas quentes?
Vamos chamar de ervas quentes as ervas fortes, cuja atuação energética é agressiva. Elas têm alto poder de limpeza, descarrego, pois têm a capacidade de dissolver as larvas astrais, miasmas e cascões energéticos. A atuação dessas ervas é semelhante a de um ácido que possui um alto poder de limpeza. Todavia, seu uso excessivo pode causar buracos ou rompimentos em nossa aura e campo energético. Devem ser usadas com moderação.
Exemplo de algumas ervas quentes:Fumo, bagaço de cana, casca de jurema preta, arruda, guiné, casca de alho, angico, aroeira, pimenta, losna, cânfora, cipó cruz, pinhão roxo, espada de São Jorge, quebra demanda, etc.
Ervas mornas
São as ervas que atuam de forma equilibradoras de energia. São ervas que não agridem, pelo contrário, atenuam efeitos negativos de ervas quentes e ajudam a reconstruir nossa energia, nosso campo astral, nosso campo magnético, nossa aura.
Exemplo de algumas ervas mornas:
Folha de manga, sálvia, alfazema (às vezes é vista como fria), calêndula,samambaia, hortelã, pitanga, levante, manjericão (às vezes é vista como fria), camomila, tapete de Oxalá, erva doce, macela do campo, etc.
Ervas frias
São aquelas que não são agressivas como as ervas quentes e seus benefícios vão além de equilibrantes como as ervas mornas. Atuam especificamente em um campo magnético. São usadas para a mediunidade, para atrair bons fluidos, prosperidade, na fitoterapia, etc. Também subclassificadas como ervas femininas (ligadas à sensibilidade espiritual, a estima e aos fatores femininos, como a rosa vermelha, por exemplo);
- Masculinas, potencializadores dos fatores masculinos (ação), o que rege pontos materiais da vida;
- Fortalecedoras da intuição, que agem no espiritual e facilitam a ação nos canais de mediunidade (exemplo rosa branca, alfazema);
- Calmantes, que agem diretamente no físico, causam maiorrelaxamento e tranquilidade (ex: camomila, melissa);
- Para banhos de atração (rosa vermelha, rosa laranja, malva, amora, canela, cravo da índia);
- Para banhos energéticos (girassol, guaraná, jurubeba, emburana, folha de café);
- Para banhoscalmantes (Capim cidreira, maracujá, abacaxi, melissa, valeriana, pêssego, etc.).
A tradição de banho de ervas é muito antiga. Provém de diversas civilizações e culturas milenares, às quais notaram que através desta prática era possível se prevenir de futuras doenças, diminuir os sintomas ou se curar.
Tomar banho de ervas relaxa, perfuma e possui diversos benefícios medicinais que agem tanto no físico quanto no espiritual. Auxiliam contra insônia, retira pensamentos negativos do corpo, relaxa, ajuda na ansiedade, estresse do dia a dia, auxilia na elevação espiritual, acalmando o físico e espiritual.
Os banhos podem ser feitos até mesmo em crianças para livrá-las de cargas negativas que tenha ação sobre seu corpo (ex. alecrim com mel), mas é muito importante que se saiba combinar as ervas, pois cada tipo de caso pede um cuidado diferente.
Observações:
*O único impedimento de quem pode usar dos benefícios dos banhos é em caso de alergia de algum tipo de erva;
*Banhos não interferem em tratamentos médicos (nem os substituem);
*Todo banho deve conter produtos novos, portanto, não reutilizem material já usado em outro banho. Eles devem ser jogados fora (líquidos em água corrente e folhas na terra ou jardim);
*Dê preferência sempre ao uso de água mineral ou de poço;
*Toma-se após o asseio normal (chuveiro), do pescoço para baixo;
*Algumas ervas citadas como mornas, também são exemplos de frias. Isso se deve ao fato de que quando o banho é preparado somente com uma erva morna, sua ação é mais suave, o que caracteriza como uma erva fria, pois a finalidade de uma erva morna é de energizar o que foi limpo. Então, geralmente elas acompanham uma mistura de ervas para atingir um propósito mais concentrado e profundo.

Fonte de pesquisa:www.senhoranatureza.eco.br/ervas-quentes-mornas-e-frias/